EFE/Angelo Carconi
EFE/Angelo Carconi

Premiê da Itália lamenta saída do Reino Unido da UE e defende mais justiça no bloco

Matteo Renzi escreveu em sua conta no Twitter que é preciso mudar a Europa e torná-la mais humana

O Estado de S. Paulo

24 Junho 2016 | 10h43

ROMA - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, lamentou nesta sexta-feira, 24, o resultado do Brexit, a saída britânica da União Europeia (UE), e disse que a Europa é o futuro, defendendo a construção de uma bloco mais humano e mais justo.

"Devemos mudar a Europa para torná-la mais humana e mais justa. Mas a Europa é nossa casa, é nosso futuro", disse Renzi em mensagem publicada em sua conta no Twitter.

Renzi se pronunciou logo depois que seu governo fez em Roma uma reunião para avaliar as consequências do Brexit.

O encontro aconteceu com urgência momentos depois de se conhecer os resultados do referendo realizado na quinta-feira e que deu a vitória aos partidários da saída do país da UE.

Neste encontro participaram além de Renzi, o ministro da Economia, Pier Carlo Padoan, o das Relações Exteriores, Paolo Gentiloni, e o de Desenvolvimento Econômico, Carlo Calenda. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.