Premiê da Tunísia diz que deixará poder após eleições

O primeiro-ministro da Tunísia, Mohamed Ghannouchi, disse hoje que deixará a política e o poder após a fase de transição que levará a eleições legislativas e presidenciais, "no prazo de tempo mais curto possível".

AE, Agência Estado

21 de janeiro de 2011 | 19h56

Ghannouchi fez a declaração após os manifestantes terem pedido, nesta semana, que todos os políticos que fizeram parte do governo deposto de Zine El Abidine Ben Ali deixassem seus cargos na administração. Ghannouchi é primeiro-ministro da Tunísia desde 1999 e assumiu o comando do país após a queda de Ben Ali, do qual foi aliado durante um longo período. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesdemocraciaprotestoTunísia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.