Premiê da Turquia pede ao mundo que 'ouça gritos' da Síria

ISTAMBUL - O mundo precisa "ouvir os gritos" da Síria urgentemente e fazer algo para acabar com o derramamento de sangue, pediu nesta quuinta-feira, 17, o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na conferência internacional sobre energia em Istambul.

Agência Estado

17 de novembro de 2011 | 13h34

 

Erdogan pediu que a comunidade internacional se sensibilize com a condição do povo sírio da mesma forma com que fizeram com a Líbia. Ele disse que "a falta de reação aos massacres na Síria estão causando feridas irreparáveis na consciência da humanidade". As informações são da Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.