Premiê de Israel: paz é impossível por meio de resoluções da ONU

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse em discurso nesta sexta-feira na Assembleia Geral da ONU que está estendendo a mão ao povo palestino, mas ressaltou que a paz não poderá ser alcançada por meio de resoluções da ONU.

REUTERS

23 Setembro 2011 | 15h03

"Eu estendo minha mão para o povo palestino", disse ele à assembleia que reúne 193 países, pouco depois de o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, apresentar um pedido de adesão plena à ONU, apesar das objeções de Israel e dos EUA.

"A verdade é que Israel quer paz, a verdade é que eu quero a paz", disse ele, acrescentando: "Nós não podemos alcançar a paz por meio de resoluções da ONU."

(Reportagem de Louis Charbonneau)

Mais conteúdo sobre:
ONUISRAELNETANYAHU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.