Premiê de Israel pede mais pressão sobre o Irã

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que as palavras tranquilizadoras de autoridades iranianas sobre não querer armas nucleares não se enquadram com as ações de Teerã. Netanyahu também falou que a comunidade internacional precisa exercer mais pressão para negar ao Irã a capacidade de produzir armas nucleares.

Agência Estado

04 de março de 2014 | 17h24

Em discurso em uma convenção anual do Comitê de Assuntos Públicos americano-israelenses, Netanyahu ainda deixou um recado ao presidente da Palestina, Mahmoud Abbas. "Reconheça o Estado Judeu. Sem desculpas, sem atrasos, essa é a hora".

O líder israelense também denunciou como antissemita o movimento palestino de boicote, retirada de investimentos e sanções, conhecido como BDS. O boicote tem crescido recentemente, principalmente na Europa, onde algumas empresas e fundos de pensão têm retirado investimentos de companhias israelenses envolvidas com assentamentos na Cisjordânia. "Aqueles que usam a BDS devem ser tratados exatamente como antissemitas ou intolerantes. Eles devem ser expostos e condenados", disse Netanyahu. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelIrãPalestina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.