Premiê deixa Zimbábue para tratamento após acidente

O primeiro-ministro do Zimbábue, Morgan Tsvangirai, deixou o país para receber tratamento médico após o acidente de carro que matou sua esposa, na sexta-feira. De acordo com informe da mídia oficial, ele está em Botsuana.O jornal estatal Sunday Mail e uma rádio que também pertence ao governo disseram que Tsvangirai deixou o Zimbábue ontem, logo após ter sido liberado do hospital da capital Harare. Citando o porta-voz Nelson Chamisa, o jornal disse que Tsvangirai consultou sua família, seu partido e membros do governo antes de emigrar para "realizar mais exames médicos".Representantes do Movimento pela Mudança Democrática, partido de Tsvangirai, não quiseram revelar publicamente para onde o primeiro-ministro viajou, mas um deles disse, sob condição de anonimato, que o destino foi Botsuana, país vizinho onde Tsvangirai passou alguns meses no ano passado, quando temia por sua vida.O presidente de Botsuana, Seretse Ian Khama, tem sido um dos poucos líderes africanos a criticar abertamente o presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, que está no poder desde a independência do jugo britânico, em 1980. Ele é acusado de destruir a economia do país e de atentar contra os direitos humanos.Há menos de um mês Tsvangirai concordou em formar um governo de coalizão com o presidente Robert Mugabe. Os dois eram adversários históricos até então.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.