Premiê diz que Tunísia terá eleições em 17 de dezembro

O primeiro-ministro da Tunísia, Ali Larayedh, disse que eleições gerais serão realizadas no dia 17 de dezembro após uma reunião de emergência realizada nesta segunda-feira, com o objetivo de aliviar as tensões políticas e protestos exigindo a queda do governo islamita.

Agência Estado

29 de julho de 2013 | 14h21

"Este governo vai permanecer no cargo. Não estamos agarrados ao poder, mas temos o dever e a responsabilidade de exercê-lo até o final", disse ele à televisão estatal.

Larayedh fez as declarações para deixar claro que o governo não vai ceder à pressão para dissolver a Assembleia eleita e formar um governo de unidade nacional após o assassinato de Mohammed Brahmi, político da oposição, na quinta-feira. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Tunísiapolíticaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.