Premiê do Japão sinaliza eleições gerais em novembro, diz agência

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, indicou ao chefe do principal partido de oposição Partido Liberal Democrático que planeja eleições gerais para o início de novembro, afirmou a agência de notícias Kyodo, citando parlamentares opositores.

Reuters

22 de agosto de 2012 | 17h53

Noda precisou de apoio da oposição neste mês para salvar um árduo acordo para dobrar o imposto sobre vendas do Japão até 2015 e teve de prometer manter eleições gerais "em breve".

Analistas dizem que o Partido Democrático do Japão, de Noda, que chegou ao poder em 2009 prometendo mudar a forma como o Japão é governado, deve perder a eleição, tumultuando ainda mais o cenário político, no momento em que o país lida com uma economia estagnada, está em atrito diplomático com China e Coreia do Sul e enfrenta o declínio da competitividade global.

A Kyodo não deu mais detalhes da conversa de Noda com parlamentares da oposição.

(Reportagem de Avik Das, em Bangalore)

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAONODAELEICOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.