Premiê do Kosovo se diz pronto para diálogo com Sérvia

O primeiro-ministro de Kosovo, Hashim Thaçi, declara-se pronto para se reunir com o presidente da Sérvia, Boris Tadic, para um diálogo mediado pela União Europeia (UE) com o objetivo de atenuar a tensão bilateral, noticiou hoje o jornal Express Daily. "É do interesse dos dois países que esse encontro se realize para que se estabeleçam novas relações entre Kosovo e Sérvia", declarou o chefe de governo kosovar em entrevista ao diário. "Um encontro assim seria saudável" para o futuro dos dois países, prosseguiu Thaçi. Não há, no entanto, data prevista para tal encontro.

AE, Agência Estado

20 de dezembro de 2010 | 17h06

Questionado sobre o assunto, Tadic se declarou preparado para reunir-se com Thaçi, mas demonstrou pouco entusiasmo. "Já me encontrei em numerosas ocasiões com pessoas com as quais nada tenho em comum. Faz parte do meu trabalho", declarou Tadic, citado pela agência de notícias Beta. "Médicos devem tratar pessoas com cujas opiniões não compartilham", emendou.

Kosovo declarou unilateralmente sua independência da Sérvia em fevereiro de 2008. Apesar da ferrenha oposição de Belgrado à secessão, 72 países reconheceram a independência kosovar, entre eles os Estados Unidos e parte da UE.

A disposição de Thaçi para se reunir com Tadic vem à tona em um momento no qual o futuro de seu governo é incerto e em meio a denúncias de que ele estaria envolvido no tráfico de órgãos extraídos de prisioneiros sérvios pela guerrilha albanesa étnica que liderou na década de 1990. Thaçi nega as acusações, que constam de um relatório elaborado pelo Conselho da Europa há pouco mais de uma semana. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
KosovoSérviaencontrodiálogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.