Premiê eleito na Tailândia promete governo idôneo contra crise

Rei Bhumibol Aulyadej assinou hoje a nomeação de Vejjajiva, que foi aprovado pelo Parlamento na segunda-feira

Efe

17 de dezembro de 2008 | 11h11

O primeiro-ministro eleito da Tailândia, Abhisit Vejjajiva, prometeu nesta quarta-feira, 17, um governo formado por pessoas idôneas para tirar o país da crise política e reativar a deteriorada economia. "Quero assegurar a todos que vou escolher pessoas idôneas para aplicar as políticas que são cruciais para reanimar nossa nação", disse Vejjajiva, de 44 anos e líder do Partido Democrata. O rei Bhumibol Aulyadej da Tailândia assinou hoje a nomeação de Vejjajiva, que foi aprovado pelo Parlamento na segunda-feira passada por 235 votos a favor e 198 contra, estes últimos dos partidários do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra.O secretário-geral do Partido Democrata, Suthep Thuagsuban, indicou que a composição do Gabinete estará completa amanhã, e disse que todos os partidos da coalizão governante terão uma pasta. Além disso, reiterou a possibilidade de o próprio Abhisit, um economista graduado em Oxford, dirigir a equipe econômica no governo.Segundo analistas locais, os "democratas" ocuparão 20 pastas, e seus parceiros manterão os ministérios que tiveram com o governo anterior, do Partido do Poder do Povo (PPP).

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.