Premiê ganha poderes sem precedentes

O governo israelense aprovou ontem um protocolo sem precedentes que amplia os poderes do primeiro-ministro, Binyamin Netanyahu, facilitando que ele determine unilateralmente a agenda do gabinete e vote nos comitês ministeriais. Com a reforma, o premiê terá menos limitações e maior poder para controlar os debates no âmbito do governo. Segundo o gabinete, a medida tem como objetivo "melhorar a governabilidade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.