Premiê grego pode renunciar hoje

Renúncia pode ser anunciada após reunião de gabinete para formação de um novo governo

Das agências de notícias,

06 de novembro de 2011 | 12h01

O primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, pode anunciar sua renúncia após uma reunião de gabinete que vai pavimentar o caminho para a formação de um novo governo, afirmou uma fonte do Partido Socialista. A reunião está marcada para as 12h (de Brasília) deste domingo, 6. "Papandreou quer encerrar esse impasse hoje. Ele vai informar ao gabinete as suas decisões e pode renunciar hoje", disse a fonte do partido governista.

Mais cedo, Antonis Samaras, líder do oposicionista Nova Democracia, pediu a renúncia imediata de Papandreou. As informações são da Dow Jones.

Grécia está imersa na incerteza e tanto o governo socialista quanto a oposição conservadora oferecem propostas rivais para resolver o impasse e evitar a bancarrota.

Para Papandreou, somente um governo de coalizão poderia salvar o país da falência. O premiê cumpriu metade de um mandato de quatro anos e prometeu eleições para março.

Mas a oposição, liderada pelo conservador Samaras, rejeita radicalmente a ideia e quer convocar eleições antecipadas. Samaras também pede que Papandreou renuncie antes de qualquer conversa para formar uma coalizão.

A crise política coloca em xeque um pacote de ajuda de 130 bilhões de euros, em troca de medidas de austeridade para restaurar a confiança do mercado.

Tudo o que sabemos sobre:
GréciaPapandreoucrise econômica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.