AFP PHOTO / JOSE JORDAN
AFP PHOTO / JOSE JORDAN

Premiê interino da Espanha espera formar novo governo dentro de um mês

Mariano Rajoy, do conservador Partido Popular - que conquistou 137 cadeiras no Parlamento -, disse nesta segunda-feira que 'não faria sentido perder tempo por vários meses' tentando formar nova coalizão

O Estado de S. Paulo

27 Junho 2016 | 09h19

MADRI - O primeiro-ministro interino da Espanha, Mariano Rajoy, disse nesta segunda-feira, 27, que espera formar um governo de coalizão dentro de um mês, após o resultado das eleições do fim de semana nas quais seu partido conservador conquistou a maioria das cadeiras, mas não conseguiu maioria absoluta para governar sem formar uma coalizão.

Os votos dos eleitores espanhóis criaram um Parlamento dividido pela segunda vez em seis meses na eleição geral de domingo, destacando a incerteza política na Europa após a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia na semana passada.

O partido de Rajoy, o conservador Partido Popular, foi o único grande partido a ganhar terreno em relação às eleições de dezembro, uma vez que parte do eleitorado voltou para os partidos tradicionais e abandonou os novatos. 

Com a turbulência dos mercados financeiros globais após a decisão britânica, o Partido Popular de Rajoy está sob pressão para encontrar apoio dos socialistas, que ficaram em segundo lugar, e o Ciudadanos, um partido menor, de modo a formar um governo estável.

"Tenho que tentar conseguir uma maioria para governar, porque sem isso, fica muito difícil", disse Rajoy. "Acredito que dentro de um mês possamos ter um acordo sobre o básico. Não faria sentido perder tempo por vários meses".

O Partido Popular conquistou 137 cadeiras, mais do que as 123 das eleições de dezembro, mas menos do que as 176 necessárias para a maioria absoluta. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.