Premiê israelense ordena medidas especiais contra violência

O primeiro-ministro interino de Israel, Ehud Olmert, ordenou a implementação de medidas especiais para acabar com o novo surto de violência nos territórios palestinos. Olmert fez o anúncio nesta quinta-feira, durante uma entrevista coletiva conjunta com o presidente israelense, Moshé Katsav, em Jerusalém, na qual afirmou que não tem intenção de reunir-se com seu colega palestino, Ismail Haniye. O anúncio do chefe do Executivo israelense sobre a aplicação de medidas especiais é uma resposta ao aumento dos ataques de agressores independentes palestinos. Durante os últimos três dias foram registrados quatro ataques palestinos que deixaram um morto e quatro feridos israelenses. Um palestino, com uma faca, feriu nesta manhã quinta-feira um israelense na zona industrial de Atarot, ao norte de Jerusalém. Na última quarta-feira, um israelense morreu em um posto de gasolina na Cisjordânia atingido pelos disparos supostamente realizados por um palestino, embora a polícia não descarte que se trate de um crime comum. Fontes de segurança citadas pela rádio pública israelense informaram nesta manhã de quinta-feira que Israel se encontra frente a uma nova onda de violência que começou no início deste ano com um aumento da violência na Cisjordânia. O exército israelense mantém a população palestina da Cisjordânia cercada e aumentou consideravelmente suas ações nesse território durante as últimas semanas, o que acabou com a morte de pelo menos 50 palestinos e a detenção de centenas desde o início do ano.

Agencia Estado,

02 Março 2006 | 09h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.