Premiê italiano pede que UE enfrente alta do populismo

A política da União Europeia deve entrar em batalha contra um aumento do populismo que ameaça inaugurar no Parlamento Europeu a visão mais cética em relação ao euro e à Europa, disse o primeiro-ministro italiano, Enrico Letta, em entrevista ao The Guardian.

Agência Estado

01 de novembro de 2013 | 09h01

Letta convocou os líderes a enfrentar a situação a menos de sete meses para as eleições europeias. Para o primeiro-ministro italiano, a crescente popularidade de partidos como a Frente Nacional, na França, o Movimento 5 Estrelas, na Itália, e o Partido da Independência, no Reino Unido, expressam o "fenômeno mais perigoso" que a União Europeia enfrenta no momento.

Se eles vencessem as eleições com mais de 25% dos votos em maio, isso iniciaria uma tendência "muito negativa" na Europa, com possível impacto devastador sobre no potencial de crescimento do continente. Fonte: Market News International.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.