Premiê japonês mantém 11 ministros do governo anterior

O novo primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, formou seu gabinete com 17 ministros e secretários de Estado, dos quais, 11 conservam a cadeira que ocupavam na gestão anterior, anunciou hoje o novo porta-voz, Yoshito Sengoku.

TÓQUI, 8 (AE - AP), Agência Estado

08 de junho de 2010 | 03h31

Os titulares dos principais ministérios foram mantidos: Katsuya Okada, das Relações Exteriores, Toshimi Kitazawa, da Defesa e Seiji Maehara, dos Transportes. Para o ministério considerado "estratégico", o das Finanças, que era dirigido por Kan antes de assumir como premiê, confirmou-se seu adjunto, Yoshihiko Noda, de 52 anos.

Noda terá a complicada tarefa de tentar revitalizar uma economia convalescente e reduzir, ao mesmo tempo, a enorme dívida pública que alcança quase o dobro do PIB, o que não exclui a alta da taxa de consumo, atualmente, de 5%.

Tudo o que sabemos sobre:
MinistérioformaçãoJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.