Premiê japonês reforma gabinete visando mudanças fiscais

O primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, nomeou nesta sexta-feira Katsuya Okada, conhecido por sua agressividade nas políticas fiscais, para o cargo de vice-premiê, no qual comandará as reformas tributárias e na seguridade social. A mudança indica determinação em avançar na questão do aumento de impostos apesar do impasse no Parlamento.

LINDA SIEG, REUTERS

13 de janeiro de 2012 | 08h23

Noda também escolheu Naoki Tanaka, parlamentar da câmara alta e membro do partido governista Democrata, para substituir o ministro da Defesa, Yasuo Ichikawa, segundo um porta-voz do governo que anunciou a reforma do gabinete.

"Do ponto de vista global, mudar os membros do gabinete com frequência abre espaço para que as pessoas digam que a política japonesa é instável", disse a jornalistas o ministro das Finanças, Jun Azumi, antes das mudanças.

"No entanto, precisamos de algumas regras que permitam um consenso entre o partido governista e a oposição. Precisamos fortalecer nossa organização e nos esforçar para aprovar o aumento nos impostos sobre vendas, o que certamente será uma sessão parlamentar difícil."

Noda espera que a nomeação de Okada, que já assumiu cargos importantes no governo e no partido anteriormente, impulsionará as chances do governo de aprovar um aumento no imposto sobre vendas, que hoje está em 5 por cento, para ajudar a financiar os crescentes gastos com seguridade social.

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOPREMIEREFORMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.