Premiê japonês visitará George W. Bush em novembro

Fukuda disse que tentará ampliar a vigência da lei que permite ajuda militar japonesa no Afeganistão

Efe,

27 de setembro de 2007 | 01h55

O novo primeiro-ministro do Japão, Yasuo Fukuda, visitará o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, no fim de novembro, informou nesta quinta-feira, 27, a agência de notícias Kyodo. A reunião foi marcada na quarta-feira, primeiro dia de Yasuo Fukuda como chefe do Governo. Ele conversou com Bush por telefone durante 10 minutos, comentando temas de política internacional. Bush disse ao primeiro-ministro do Japão que valoriza muito a sua contribuição para a luta contra o terrorismo. Ele afirmou que espera que o país mantenha o apoio logístico aos Estados Unidos no Afeganistão, segundo fontes do Ministério de Relações Exteriores japonês. Fukuda afirmou que fará o possível para ampliar a vigência da lei que permite a ajuda militar japonesa no Afeganistão, que termina dia 1 de novembro. O bloco governista, liderado por Fukuda, deseja prolongar o período de aplicação da lei. Mas a oposição japonesa, que controla o Senado, é contra a prorrogação. O Executivo estuda a possibilidade de um novo projeto de lei que autorize a ajuda aos Estados Unidos no Afeganistão. O Japão colabora com as tropas americanas no Afeganistão abastecendo de combustível os navios de guerra aliados. Além disso, Bush ressaltou a importância da participação do Japão nas conversas de seis lados sobre a desnuclearização da península coreana. E prometeu que a reivindicação sobre os seqüestros de japoneses pela Coréia do Norte não será ignorada. Além disso, os dois dirigentes discutiram o desejo do Japão de ocupar um posto permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas. Bush afirmou que, apesar de o assunto ser complicado, vai cooperar com a iniciativa. O primeiro-ministro anterior, Shinzo Abe, optou por Pequim como destino da sua primeira visita oficial, em lugar de Washington, como costumam fazer os chefes de Governo japoneses.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãovisita oficialBushFukuda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.