Premiê kosovar acusa a Sérvia por impasse político

O primeiro-ministro do Kosovo, Hacim Thaci, culpou a Sérvia nesta quarta-feira pelo impasse nas negociações após a violência que deixou feridos manifestantes sérvios e soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) ontem em um cruzamento na fronteira. Thaci disse que a postura de Belgrado a respeito do Kosovo, ex-província sérvia de maioria albanesa, é "destrutiva".

AE, Agência Estado

28 Setembro 2011 | 16h51

Os comentário de Thaci foram feitos logo após funcionários da União Europeia (UE) terem dito em Bruxelas que a última rodada de negociações terminou em impasse porque a Sérvia interrompeu as reuniões após a violência de ontem.

A Sérvia afirma que a Otan atirou contra manifestantes pacíficos. Mas a aliança atlântica diz que reagiu a tentativas dos ativistas jogarem um carro contra uma barricada.

A Sérvia se recusa a reconhecer a declaração da independência do Kosovo, feita em 2008. O governo kosovar tenta instalar guardas na fronteiras, mas a Sérvia acredita que a medida mina sua reivindicação sobre sua ex-província.

As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Kosovo Sérvia Hacim Thaci

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.