Premiê norueguês sofre pressão para renunciar

O primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenberg, está sob pressão para renunciar após a divulgação de um relatório que repreendeu as autoridades por fracassar em evitar ou interromper os ataques realizados por Anders Behring Breivik, no ano passado, que deixaram 77 pessoas mortas.

AE, Agência Estado

14 de agosto de 2012 | 09h51

Um dos maiores jornais da Noruega, o VG, pediu que Stoltenberg renuncie, afirmando que é dele a responsabilidade final pelos fracassos da política e de outras agências durante os ataques de 22 de julho de 2011.

Líderes opositores convocaram os deputados, que estão em férias de verão, para discutir o relatório da comissão, que critica o governo por fracassar em proteger sua sede de uma bomba e a polícia, por não interromper os disparos feitos na ilha de Utoya. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Noruegamassacrepremiê

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.