Premiê oferece renúncia ao rei Albert

O primeiro-ministro da Bélgica, Yves Leterme, ofereceu ontem a renúncia de seu governo após as acusações de que o Estado teria tentado influenciar a Justiça no plano de resgate do Banco Fortis. A oferta foi feita após o ministro da Justiça, Jo Vandeurzen, pedir demissão do cargo. A renúncia do premiê ainda precisa ser aceita pelo rei Albert II que, na noite de ontem, disse que por enquanto não vai comentar o caso. "O rei deixa em suspenso sua resposta e inicia um período de consultas", afirmou um comunicado oficial. Em julho, o rei já havia rejeitado um outro pedido de demissão de Leterme.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.