Premiê palestino reúne-se com militantes em Gaza

O primeiro-ministro palestino Amed Qureia viajou hoje para a Faixa de Gaza para manter contatos com grupos palestinos rivais, a fim de manter a calma durante a ausência de Yasser Arafat, informaram fontes oficiais, após indícios de que o encontro seria cancelado, Qureia saiu pela manhã dos escritórios do governo palestino na Cisjordânia.Em Gaza, Qureia deve manter encontros com forças rivais de segurança, assim como com dirigentes da milícias Hamas e Jihad Islâmica. Os grupos rivais se reuniram na quinta-feira, em Gaza, numa demonstração de unidade.A situação é particularmente delicada em Gaza, onde os gruos rivais de milicianos e funcionários da segurança tem se enfrentado nas ruas, em uma disputa de poder antes da retirada de Israel da faixa costeira, prevista pra 2005.Arafat, que se encontra em estado de coma, luta pela vida em um hospital francês. Seus assessores expressaram preocupação sobre sua saúde. A angústia provocada pela enfermidade de Yasser Arafat deriva não apenas da perspectiva de perder um símbolo das esperanças nacionalistas e da força palestina, mas também do temor que o caos sobrevenha depois de sua morte. Em uma região onde os governantes exercem seu mandato até a morte ou até um golpe de estado, os palestinos não são os únicos que temem uma batalha pela sucessão. Os países árabes estão cheios de políticos anciãos e doentes, acusados de legar aos seus povos um futuro incerto, por terem permanecido tanto tempo fixos no poder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.