Premiê pede renúncia na Holanda

O governo holandês entrou em colapso hoje. O desentendimento entre os três partidos que compõem a coalizão do governo levou o primeiro-ministro, Jan Peter Balkenende, e o seu gabinete, a pedir renúncia. O premiê disse ao Parlamento que a coalizão, formada há 12 semanas, era insustentável e que, por isso, havia submetido sua renúncia a rainha Beatriz. "Cheguei a conclusão que uma parceria duradoura e frutífera não é possível dentro da coalizão", afirmou Balkenende. Segundo o premiê, a situação saiu de controle na última sexta-feira, por causa de disputa pessoal entre dois Ministros do gabinete. Antes do discurso do premiê, os dois Ministros entregaram pedido de renúncia. "Fiz o que pude para solucionar o conflito entre os dois Ministros, mas não obtive sucesso", afirmou Balkenende. Gerrit Zalm, líder do partido liberal conhecido como VVD, pediu por eleições o mais rápido possível, talvez em janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.