Premiê propõe antecipar eleições, após 2 meses de protestos e 27 mortes

O premiê tailandês, Abhisit Vejjajiva (foto), propôs ontem convocar eleições gerais para 14 de novembro, numa tentativa de acabar com as violentas manifestações que paralisam o país há dois meses e já provocaram a morte de 27 pessoas. Os manifestantes, conhecidos como "camisas vermelhas", dizem que a eleição de dezembro de 2008, que levou Vejjajiva ao poder, foi ilegítima. Eles também pedem a dissolução do Parlamento em 30 dias, o que obrigaria o governo a convocar novas eleições em, no máximo, 60 dias. Os opositores "camisas vermelhas" receberam a proposta formulada pelo premiê e devem entregar uma resposta ainda hoje. Tanto os governistas quanto os opositores querem estar no controle do país asiático em setembro, quando o calendário oficial estipula que deve haver uma mudança completa na cúpula das Forças Armadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.