Premiê quer ser presidente

Um dos motivos da insatisfação popular na Turquia é a transição do sistema parlamentar para o presidencial, planejada por Recep Tayyip Erdogan. O modelo preconizado por ele daria ao presidente a prerrogativa de dissolver o Parlamento. Com uma reforma da Corte Constitucional, o plano prevê uma reformulação mais ampla do que a da época da criação da república secular, em 1923. Se um referendo constitucional for aprovado e Erdogan for eleito presidente, a Turquia terá de conviver com um sistema presidencial autoritário, muito mais parecido com o da Rússia do que com o dos EUA.

O Estado de S.Paulo

18 Junho 2013 | 02h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.