Premiê renuncia para facilitar coalizão

O primeiro-ministro palestino Salam Fayyad apresentou ontem sua renúncia. Sua decisão é vista como prelúdio de um acordo para divisão de poder entre o moderado presidente Mahmud Abbas e seus rivais, do grupo extremista islâmico Hamas, que governa a Faixa de Gaza. Fayyad havia sido designado para o cargo por Abbas em junho de 2007, quando o Hamas tomou Gaza à força. Os partidos rivais iniciaram processo de reconciliação no fim de fevereiro. Fayyad deverá permanecer no cargo até a formação de um governo de coalizão, prevista para o final do mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.