Premiê renuncia por causa de crise

O primeiro-ministro da Hungria, Ferenc Gyurcsany, do Partido Socialista, renunciou ao cargo ontem. Ele disse que está consciente da baixa popularidade de seu governo em meio ao agravamento da crise financeira. "Disseram-me que sou um obstáculo à cooperação e estabilidade de um governo de maioria necessário para aplicar as mudanças", declarou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.