Premiê tailandesa tenta aproximação com protestantes

A primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra, está pressionando os manifestantes contrários ao governo para estabelecer um diálogo sobre o plano dos protestantes de paralisar a cidade Bangcoc na próxima segunda-feira, informou o The Bangkok Post.

AE, Agência Estado

06 de janeiro de 2014 | 06h05

De acordo com a publicação, Yingluck pediu que os militares atuassem como intermediadores entre o governo e o Comitê Popular de Reforma Democrática (PDRC, por sua sigla em inglês para debater o plano de desligamento da capital. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
tailândiapremiêmanifestantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.