Premiê turco mostra desconfiança sobre Síria

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, questionou a proposta russa sobre o futuro das armas químicas da Síria. A autoridade afirmou que não se deve confiar no governo sírio e que as autoridades do regime de Bashar Assad estão apenas tentando protelar uma intervenção internacional.

AE, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 10h37

Erdogan também afirmou nesta quinta-feira o governo sírio "violou todas as suas promessas com o objetivo de ganhar mais tempo para continuar a massacrar pessoas, e vai continuar assim".

"Quando se trata de armas químicas, nós não acreditamos neles [o governo sírio] e nós não confiamos neles". Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
turquiasíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.