Premiê turco não apresentará novo gabinete hoje

Recep Tayyip Erdogan, designado a ocupar o cargo de primeiro-ministro da Turquia, disse não ter planos de apresentar detalhes sobre seu novo gabinete ao presidente do país nesta sexta-feira, indicando possibilidade de atraso maior na decisão sobre a entrada das tropas norte-americanas. Os EUA têm requisitado da Turquia que vote a questão da utilização do espaço turco pelas tropas norte-americanas para lançar ofensiva contra o Iraque. Erdogan, por sua vez, tem dito que uma nova votação sobre o assunto poderia ocorrer após a definição do novo gabinete e da votação da nova resolução na ONU. O novo gabinete turco só pode assumir após aprovação do presidente e do Parlamento. Abdullah Gul renunciou ao cargo de primeiro-ministro na terça-feira para que Erdogan assuma o poder, já que não pôde concorrer às eleições do fim do ano passado por causa de envolvimento em movimentos religiosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.