Premiê turco pede que Israel afaste chanceler Lieberman

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, cuja relação com Israel foi estremecida durante o ano passado, disse que Israel precisa afastar o polêmico político Avigdor Lieberman do cargo de ministro das Relações Exteriores. Segundo Erdogan, Lieberman é um obstáculo para a paz no Oriente Médio.

AE, Agência Estado

13 de janeiro de 2011 | 17h06

Lieberman é uma figura polêmica e polarizadora tanto em Israel quanto no exterior. Cético sobre a possibilidade de paz com os palestinos, Lieberman também questiona constantemente a lealdade dos cidadãos árabe-israelenses. Uma vez, ele disse que o presidente do Egito, Hosni Mubarak, deveria "ir para o inferno", pediu que Israel executasse parlamentares árabe-israelenses que se reúnem com líderes militantes palestinos e também defendeu os bombardeios do Irã e do Egito.

Erdogan disse que Lieberman "é um problema na chefia de Israel", em entrevista exibida na noite da ontem pela emissora de televisão Al-Jazira, do Catar. "Israel precisa remover Lieberman e isso certamente é um dever deles e não nosso", disse Erdogan.

Ele também descartou uma normalização imediata nas relações diplomáticas entre a Turquia e Israel, verdadeiramente abaladas após 31 de maio de 2010, quando comandos israelenses atacaram uma frota humanitária de auxílio à Gaza, abordando o navio turco Mavi Mármara e matando nove ativistas turcos. "O governo de Netanyahu é o pior ou o menos afortunado da história de Israel", disse Erdogan. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.