Premier anuncia novo serviço de espionagem no Iraque

O primeiro-ministro interino do Iraque, Iyad Allawi, anunciou a formação de uma agência de espionagem, em nova ação para combater os grupos rebeldes que continuam promovendo atentados, atos de sabotagem e seqüestros. "Estamos determinados a esmagar todos os obstáculos colocados no caminho da democracia", disse Allawi ao falar a jornalistas sobre o novo serviço secreto. "Os terroristas serão aniquilados. Se Deus quiser."O chefe de governo não deu detalhes sobre as atribuições da Direção Geral de Segurança - o futuro serviço de inteligência doméstica. Limitou-se a dizer que atuará sob o controle do sistema judiciário. O serviço secreto terá entre suas funções a infiltração nos grupos rebeldes, para destruí-los.Havia a expectativa de que Allawi também fosse anunciar a proposta de anistia aos rebeldes, mas ele disse apenas que a questão ainda está sendo estudada pelo governo.

Agencia Estado,

15 de julho de 2004 | 18h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.