Felipe Trueba/Efe
Felipe Trueba/Efe

Premier britânico pede que Argentina escute moradores das Malvinas

David Cameron reafirmou a importância da autodeterminação dos moradores das ilhas

Ansa,

13 de junho de 2012 | 17h45

LONDRES - O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron, manifestou nesta quarta-feira, 13, que espera que os kelpers, moradores das Ilhas Malvinas, "falem com voz bem alta" no referendo sobre a soberania do território de modo que a Argentina "os escute". Um dia antes da comemoração dos 30 anos do fim da Guerra das Malvinas (1982), Cameron tratou sobre o tema na sessão semanal de perguntas e respostas na Câmara dos Comuns.

Veja também:

link Soberania sobre as Malvinas vai a referendo

link Argentina propõe rota aérea entre Buenos Aires e Malvinas

Ele reafirmou que "é muito importante" a autodeterminação dos kelpers e acusou o governo de Cristina Kirchner de sempre "esconder esse argumento e fingir que a opinião" dos moradores do arquipélago não importa.

O subsecretário para o Foreign Office, a Chancelaria britânica, David Lidington, reiterou, por sua vez, que Londres dará "total apoio" à consulta que o governo das Malvinas fará entre sua população, que será o primeiro referendo sobre o tema. Lidington acrescentou que a Grã-Bretanha "está determinada a manter uma postura militar defensiva" para proteger sua soberania sobre as ilhas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.