Premier chinês confirma 60 mil mortes em terremoto

Wen Jiabao visita pela segunda vez a devastada província desde o terremoto de 8 graus na escala Richter

EFE

24 de maio de 2008 | 04h18

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, confirmou neste sábado que pelo menos 60 mil pessoas morreram no terremoto de 12 de maio, e disse que o número real de vítimas fatais pode superar 80 mil, segundo a imprensa local. Wen, que visita pela segunda vez a devastada província de Sichuan desde o devastador terremoto de 8 graus de magnitude na escala aberta de Richter, assinalou que as vítimas "podem aumentar para 70 ou 80 mil, e até mesmo mais". Os números divulgados pelo premier chinês são muito superiores aos dados oficiais, que até ontem confirmavam 55.740 mortes, 55.239 delas em Sichuan. Até esta sexta-feira o número de desaparecidos chegava a 24.960, enquanto o deferidos era de 292.481.

Tudo o que sabemos sobre:
Terremoto, China

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.