Premier do Nepal promete "exterminar" rebeldes

Os guerrilheiros maoístas puseram fim a uma trégua de vários meses e lançaram vários ataques contra alvos militares no Nepal, levando o primeiro-ministro nepalês, Sher Bahadur Dueba, a prometer "aniquilá-los". "Exterminarei os maoístas durante o meu governo", disse o premier. "Nossas forças de segurança os enfrentarão com mão de ferro". Os rebeldes puseram fim a um cessar-fogo lançando vários ataques, que deixaram pelo menos 200 mortos desde a semana passada. Hoje, os maoístas explodiram uma torre de comunicação em Nuwakot, a 60 quilômetros ao noroeste de Katmandu, mas, segundo o Ministério da Defesa, o exército devolveu o fogo e repeliu os agressores. Na semana passada, os rebeldes anunciaram o fim da trégua que interrompeu sua luta armada, que dura cinco anos e já deixou cerca de 2.000 mortos. Eles combatem pelo fim da monarquia e pela imposição de um sistema socialista de governo no Nepal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.