Premier japonês defende relações com EUA para segurança

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, assegurou neste domingo que o Japão deveria fortalecer suas relações com os Estados Unidos em matéria de segurança para encarar os desafios existentes na região Ásia-Pacífico.Abe, que assistiu à cerimônia de graduação dos cadetes da Academia Nacional de Defesa em Yokosuka, ao sul de Tóquio, afirmou que "é necessário um fortalecimento da aliança com os EUA e melhorar o programa de segurança nacional para proteger as vidas, saúde e propriedades dos japoneses".O desenvolvimento de armas nucleares, o lançamento de mísseis balísticos, a proliferação de armas de destruição em massa e os seqüestros de cidadãos japoneses pela Coréia do Norte nas décadas de 70 e 80 são os principais desafios que o Japão enfrenta, segundo Abe.O primeiro-ministro explicou que a transformação da Agência de Defesa japonesa em Ministério da Defesa, ocorrida em 9 de janeiro, deixa clara a posição do Japão a favor de "trabalhar por sua segurança e pela paz mundial".O ministro da Defesa japonês, Fumio Kyuma, disse que "o Japão está concentrando esforços em realizar o plano estipulado em maio com Washington para recolocar as tropas americanas no território japonês", como previsto no acordo assinado pelos dois países para reorganizar a força militar dos EUA no Pacífico Ocidental.No entanto, o movimento de tropas está apenas começando, já que as autoridades japonesas se deparam com a oposição dos Governos locais atingidos pelo novo desdobramento dos efetivos americanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.