Premier palestino ameaça encerrar negociações de paz

O primeiro-ministro da Autoridade Palestina, Ahmed Korei, ameaçou neste sábado recuar nas negociações de paz com Israel, caso não seja suspensa a construção de uma barreira de segurança em torno da Cisjordânia. ?Se o governo israelense disser que continuará construindo a barreira, então não há necessidade de continuarmos com as reuniões. Eu não estou dizendo que esta é uma pré-condição, mas quero posições sérias (de Israel). Esta barreira é destrutiva. Se continuarem com ela, então não há nenhuma necessidade para qualquer coisa?, afirmou.Israel diz que a barreira da segurança - uma composição de cerca, parede, trincheira e fios de arame - é necessária para conter os ataques que mataram centenas de israelenses nos últimos três anos de violência. Do lado palestino, a construção da barreira causou irritação, pois invadiu parte do território. Os palestinos dizem que a barreira é uma tentativa israelense para conquistar mais terras.Também na Organização das Nações Unidas, a construção da barreira provocou críticas. O secretário geral, Kofi Annan, disse que Israel não atendeu pedido feito na sexta-feira para interromper a construção, bem como desmontar as partes já construídas. O ministro palestino Saeb de Queria Erekat e outros oficiais vão se encontrar amanhã com um dos representantes do primeiro ministro israelense Ariel Sharon. O objetivo é acertar uma reunião entre Sharon e Korei. O primeiro ministro da Palestina, porém, afirmou que apenas irá à reunião se houver um comprometimento de Israel com uma série de medidas, inclusive a paralisação da construção desta barreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.