Premier palestino diz que vingança contra Israel é "justa"

O primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Ahmed Korei, condenou o ataque israelense que matou 14 militantes do Hamas e, em termos surpreendentemente duros para um representante da ANP, afirmou que uma vingança contra Israel será "justificada". "Nenhum crime fica sem castigo", disse. "Certamente haverá retaliação e a retaliação será justificada, se vier".Embora os líderes da ANP geralmente condenem os ataques israelenses, a reação de Korei foi especialmente violenta, dando a entender que seu governo virá a tolerar a ação do Hamas, grupo responsável por dezenas atentados a bomba contra civis israelenses.Autoridades palestinas dizem que os comentários de Korei refletem a revolta do povo palestino com o bombardeio israelense que deixou 14 mortos e a impaciência do primeiro-ministro com a paralisia da ANP e a falta de poder efetivo de seu cargo.Falando numa reunião do gabinete de ministros da ANP, Korei disse que "nós, como governo, não somos capazes de fazer nada", segundo um ministro. "Eu vou até Arafat (Yasser Arafat, presidente da ANP) e vou dizer que não dá para trabalhar assim".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.