Premier palestino pede liberação de dinheiro para Gaza

O primeiro-ministro da Autoridade Palestina, Salam Fayyad, exortou Israel hoje a permitir a entrada de dinheiro na Faixa de Gaza para diminuir a crise de liquidez no território sitiado. "Estamos tentando viabilizar a entrada de dinheiro, mas autoridades israelenses não a autorizaram até agora", disse Fayyad. "A situação afetou significativamente o funcionamento dos bancos, cuja capacidade para responder às necessidades dos cidadãos continuará muito limitada, já que Israel não suspendeu a proibição de transferência de dinheiro para Gaza", afirmou.Devido à crise de liquidez, bancos da Faixa de Gaza limitaram a retirada de dinheiro para o equivalente a US$ 200 por dia. Geralmente, falta dinheiro aos bancos da região por causa do bloqueio imposto por Israel depois que o Hamas tomou o poder no território, em junho de 2007. Fayyad integra o partido laico Fatah, que controla somente a Cisjordânia, após ser expulso pelo Hamas da Faixa de Gaza.A crise piorou desde que Israel lançou uma ofensiva militar de 22 dias na Faixa de Gaza a partir do dia 27 de dezembro. Cerca de 1.300 palestinos morreram na ação. No mesmo período foram mortos 13 israelenses. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.