Premier reitera que junta militar convocará eleições na Tailândia

O novo primeiro-ministro tailandês, ogeneral reformado Surayud Chulanont, reiterou no Camboja, onde se encontra em visita oficial, o compromisso assumido pela junta militar de convocar eleições em breve. A afirmação foi feita por Surayud durante reunião com o primeiro-ministro do Camboja, Hun Sen. O primeiro-ministro tailandês assegurou a Hun Sen que "as eleições democráticas serão convocadas na Tailândia em breve", disse o porta-voz do governo cambojano, Khieu Kanharith. A visita de Surayud ao Camboja faz parte de sua viagem aos paísesvizinhos, com o objetivo de explicar os planos do governo militar originado no golpe de Estado que, em 19 de setembro, derrubou o ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra. O novo governo prometeu que devolverá o poder aos civis em outubro com a convocação de eleições. No Camboja, Surayud abordará temas relativos à cooperação bilateral em relação à gripe aviária, além da delimitação de fronteiras marítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.