Premier turco acusa Israel de "genocídio"

O primeiro-ministro da Turquia, Bulent Ecevit, acusou hoje Israel de estar cometendo "genocídio" contra o povo palestino - um pronunciamento incomum por parte de um país que compõe a Otan e com fortes ligações com o Estado judeu.A Turquia, uma nação de maioria muçulmana e secular, vem aumentando seu criticismo com Israel desde o início do cerco ao líder palestino Yasser Arafat, na semana passada."Não apenas Arafat, mas todo o Estado palestino vem sendo destruído passo a passo. Diante dos olhos do mundo, um genocídio está sendo cometido", disse Ecevit durante uma reunião com seu partido.O premier turco condenou o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, por este não negociar com Arafat. "A administração de Sharon escolheu o caminho da ocupação e da guerra ao invés da paz e do diálogo", afirmou.Ecevit também alertou os Estados Unidos sobre a possibilidade de grupos extremistas islâmicos - incluindo a rede terrorista Al-Qaeda, de Osama bin Laden - se proliferarem, a menos que Washington assuma um papel mais ativo no Oriente Médio.Turquia e Israel são aliados próximos dos Estados Unidos e já realizaram exercícios militares conjuntos, muitas vezes provocando a ira das nações árabes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.