Premier turco critica suspensão de negociações com a UE

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, criticou nesta quarta-feira a decisão da Comissão Européia de recomendar a suspensão das conversas da União Européia com a Turquia, a respeito da entrada do país no bloco. De acordo com a rede de televisão NTV, Erdogan teria dito que "uma decisão como essa é inaceitável". Egemen Bagis, assessor do primeiro-ministro, também se manifestou: "Nós não vamos permitir que ninguém brinque com os nossos direitos". O ministro turco do Exterior, Abdullah Gul, que esteve com Erdogan na reunião de cúpula da Otan, em Riga, não respondeu publicamente à recomendação da Comissão Européia. Nessa quarta-feira, o premier inglês, Tony Blair, teria alertado para o risco de enviar uma mensagem negativa à Turquia sobre seu esforço para se unir à UE. A Comissão Européia afirmou ter avisado a Turquia de que, caso o país continuasse se negando a estender sua união alfandegária com a União Européia ao Chipre - que entrou para o bloco em 2004 - as negociações seriam suspensas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.