Prêmio Nobel de Física morre aos 85 anos

Owen Chamberlain, ganhador do Prêmio Nobel de Física em 1959 pelo descobrimento do antipróton, morreu em sua casa em Berkeley, na Califórnia, confirmou neste domingo a Universidade da Califórnia. Chamberlain, de 85 anos, morreu na cama no dia 28 de fevereiro por complicações decorrentes da doença de Parkinson, da qual padecia há muitos anos, afirmou a Universidade em um comunicado. Junto com Emílio Segre, também físico em Berkeley, ganhou o Prêmio Nobel de Física por um trabalho que resultou nas primeiras observações dos antiprótons, as imagens espelhadas de carga negativa dos prótons. "O descobrimento abriu um novo campo da física e expandiu nosso entendimento da física das partículas", disse o físico de Berkeley Herbert Steiner, aluno do cientista. Chamberlain nasceu em São Francisco em 10 de julho de 1920. Após graduar-se no Dartmouth College em 1941, se matriculou em Berkeley onde se uniu ao Manhattan Project, que levou ao desenvolvimento da bomba atômica durante a II Guerra Mundial.

Agencia Estado,

06 Março 2006 | 01h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.