Preocupado, Brasil redobra vigilância nas fronteiras

O ministro da Justiça, José Gregori, informou nesta quinta-feira que a Polícia Federal redobrou a vigilância nas fronteiras brasileiras.A preocupação do governo brasileiro tem como foco duas áreas específicas: a chamada fronteira tríplice ? entre Brasil, Argentina e Paraguai ? e a região do extremo sul do País, na fronteira com o Uruguai.Durante o encontro com líderes do Congresso, o presidente Fernando Henrique Cardoso disse que é preciso ter cautela com as duas regiões e classificou-as de ?áreas delicadas?. Na fronteira tríplice, está instalada a hidrelétrica de Itaipu e há intenso movimento de pessoas.A fronteira é apontada como local usado para lavagem de dinheiro e tráfico de drogas. Já foram feitas investigações sobre o possível envolvimento de brasileiros num atentado terrorista à uma representação israelita em Buenos Aires.Gregori disse que já faz parte da rotina da PF examinar qualquer tipo de indício das ligações de residentes no Brasil com o terrorismo. ?Seja interno ou com ligações externas?, disse, lembrando que o Brasil é signatário de vários tratados contra o terrorismo.O ministro determinou que a intensificação do trabalho do PF nos aeroportos e fronteiras seja feita em parceria com a Aeronáutica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.