Presença de iraquiano provoca atraso em vôo da Alitalia

A presença de um homem de nacionalidade iraquiana causou atraso na decolagem de um vôo da Alitalia no aeroporto Marco Polo, de Veneza. Alegando "motivos de segurança", as autoridades locais retiraram o iraquiano do avião para que fosse investigado. Pouco depois, todas as outras 96 pessoas a bordo foram obrigadas a abandonar o aparelho, que foi revistado com a ajuda de cães farejadores.Segundo a porta-voz da polícia do aeroporto veneziano, Anna Bonifazi, o iraquiano ficou detido por cerca de duas horas no local, enquanto seus documentos eram checados. Como nenhuma irregularidade fora encontrada, o homem foi liberado.Segundo a companhia aérea, o vôo AZ1464, que deveria ter decolado de Veneza às 7h30 com destino a Roma, só partiu às 10h, depois que todas as bagagens dos passageiros e o avião foram checados. Nada foi encontrado.Bonifazi afirmou que a polícia fora alertada sobre a presença de um iraquiano no vôo por investigadores do aeroporto. Ela se recusou a fornecer maiores detalhes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.