Presidente afegão diz que foguete da Otan matou 52 civis

O presidente do Afeganistão disse que um ataque de foguete da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) matou 52 civis no sul do país, na sexta-feira, 23. O comunicado de Hamid Karzai, divulgado hoje, diz que a inteligência afegã descobriu que um foguete da Otan atingiu a vila de Regi, na província de Helmand. Dentre os mortos há mulheres e crianças. Karzai condenou o ataque.

AE-AP, Agência Estado

26 de julho de 2010 | 14h43

O porta-voz da Otan, coronel Wayne Shanks, disse que relatos iniciais não confirmam que civis foram atingidos ou que os foguetes da organização tenham se desviado do percurso. Ele disse que forças insurgentes e da Otan tiveram um confronto na região, localizada a cerca de sete quilômetros de distância do local, mas que não há evidência de ligação com o foguete em Regi.

Tudo o que sabemos sobre:
fogueteOtanmorteAfeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.