Presidente camaronês reforma governo

O presidente de Camarões, Paul Biya, reformou seu governo, criou um novo ministério e manteve os cargos mais influentes nas mãos de colegas do partido governista. A reforma ocorreu apenas dois meses depois das eleições parlamentares que fortaleceram o poder de Biya nesta nação centro-africana. Os partidos de oposição acusaram o governo de fraude no pleito. As mudanças foram anunciadas num decreto presidencial lido na rádio estatal na noite de ontem. O motivo da reforma não foi informado. O número de pastas ministeriais aumentou para 31, com a criação do Ministério de Educação Técnica e Treinamento Vocacional. O primeiro-ministro Peter Mafany Musonge continua no cargo, ocupado por ele desde 1996.

Agencia Estado,

25 Agosto 2002 | 14h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.