Presidente chileno nega crise no governo

O presidente do Chile, Ricardo Lagos, descartou que o governo esteja passando por uma crise, por causa da prisão do ex-ministro de Obras Públicas, Carlos Cruz, e pelo iminente afastamento de cinco deputados governistas envolvidos em casos de suborno, embora tenha reconhecido que esses casos "possam produzir efeitos políticos". Hoje pela manhã, Lagos afirmou que "aqui não há crise. Crise é quando tenho a ver com um determinado assunto, e eu não tenho nada a ver com isso", disse o presidente chileno, referindo-se ao escândalo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.