Presidente condena ataques contra cristãos na Nigéria

O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, condenou neste domingo os ataques a bomba em igrejas cristãs e em um escritório de polícia, que mataram pelo menos 40 pessoas no país. Jonathan prometeu levar os responsáveis à Justiça. "Esses atos de violência contra cidadãos inocentes são uma afronta injustificada à nossa segurança e liberdade coletivas", declarou o presidente, em comunicado. "Os nigerianos precisam se unir para condená-los." As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.