Presidente da África do Sul renuncia ao cargo

O presidente da África do Sul, Thabo Mbeki, apresentou hoje formalmente seu pedido de renúncia. Mbeki atende, assim, a solicitações de seu próprio partido, o Congresso Nacional da África do Sul (ANC, na sigla em inglês), para deixar o cargo. Amanhã, o ANC vai escolher um novo presidente para a nação. O governo convocou uma reunião emergencial para este domingo para limitar o impacto político e econômico da iminente queda de Mbeki. Ele e o presidente do ANC, Jacob Zuma, que arquitetou a saída de Mbeki, deverão falar à televisão logo após o fim do encontro de gabinete. O parlamento deverá se reunir nos próximos dias para escolher um presidente interino antes das eleições, marcadas para o ano que vem. O mais cotado para assumir essa função é a porta-voz da Assembléia Nacional, Baleka Mbete. Mbeki ficou sob pressão de seu partido para renunciar depois de uma decisão judicial na semana passada de que pode ter algum envolvimento em acusações de corrupção contra Zuma. Ele, no entanto, nega. As informações são das agências Dow Jones e Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.